fanzines de banda desenhada

sexta-feira, março 21, 2014

BD nos fanzines (II)



Ana Cortesão não tem, como arquitecta, obra que a distinga. Que eu saiba. Outro tanto não se poderá afirmar no que respeita à sua produção na BD, não pelo volume, mas pela marca pessoal que a distingue, tanto ao nível do conteúdo como ao do seu traço.

Por acaso, a curta de BD seleccionada para aqui não é bem representativa do seu estilo gráfico, embora corresponda ao espírito imaginativo e crítico, por vezes  truculento, com que Ana Cortesão sempre impregnou as suas bandas desenhadas. 

Apesar de a bd não ter título, seria perfeitamente possível atribuir-se-lhe um: "Arlete". Ele personaliza a personagem que não chegamos a conhecer, que até duvidamos que tenha existência real, mas que percorre as três pranchas do curto episódio representativo de um nonsense exemplar.

------------------------------------------------------------------------------------------------ 

ANA CORTESÃO

Síntese biobibliográfica

Ana Alexandra Soares de Castro Vieira Cortesão é natural de Lisboa, nascida em 1970. Licenciou-se em Arquitectura na Universidade de Lisboa.

Como muitos outros autores, iniciou-se nos fanzines. Títulos respectivos: Azul BD Três (nº1, 1993), GASP (nº 1, 1993), de novo no Azul BD Três (nºs 2 e 3, 1994), Joe Índio (1994), Azul BD3 (nºs 4 e 5, 1995). Ainda em 1995 colaborou no nº 2 do Quadrado, também no fanzine Bíblia (nºs 0 e 1 - 1996); Espongiforme - edição da Bedeteca de Lisboa, em 1996, no Azul (nº 1 - 1998), Bíblia (nºs 2,3,4,5,6, entre 1997 e 1998).

No álbum colectivo "Uma Criança Chamada Futuro - 25 BDs para 25 anos do 25 de Abril", jornal Público, 1999.

Além deste jornal, tem colaborações espalhadas noutros: Diário de Notícias (no suplemento/revista DN Magazine) e Independente (Caderno Vida).

No que toca a publicações estrangeiras, colaborou em "Porto Luna, Bandes Dessinées du Portugal" - Editions Amok, França, 1995.

(Texto incluindo elementos extraídos do "Catálogo de Autores de Banda Desenhada Portuguesa", edição da Câmara Municipal da Amadora e do Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem - 2003) 
----------------------------------------------------------------------------------
 
Ilustram o presente "post":
- As três pranchas da banda desenhada (sem título) de Ana Cortesão
- Capa do fanzine "GASP" ("Germens Amotinados Sobre Papel") onde foi publicada a banda desenhada

-------------------------------------------------------------------------------------------------
Os interessados em ver a postagem anterior deste tema, poderão facilmente fazê-lo clicando no item BD nos fanzines, visível no rodapé.

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial