fanzines de banda desenhada

quinta-feira, junho 22, 2006

Boletim do Clube Português de Banda Desenhada - nº 115 - Junho 06

Capa do fanzine Boletim do Clube Português de Banda Desenhada nº 115, de Junho de 2006

Através da contínua edição do Boletim (...) assiste-se ao resultado do esforço de dois sócios do CPBD - Paulo Duarte e Fernando Cardoso, a editarem-no, e, neste número (tal como no anterior), com a colaboração de Américo Coelho, autor do artigo "História da colaboração inglesa no jornal infantil/juvenil 'O Mosquito', no período de antes da guerra 1939/1945 (2ª parte)".

Pedro de Lemos, tenente, e o "Manel" dez reis de gente, página de O Mosquito nº 248 de 10 de Outubro de 1940. O título original da série, da autoria de Roy Wilson, era Lieutenant Daring and Jolly Roger, the bold sea rovers, mas com variações, consoante o teor dos episódios.

A página acima é uma das muitas reproduções a cores neste número do Boletim do CPBD. Mas, atenção: este exemplar colorido faz parte de uma edição limitada de 7 exemplares, sendo um para a Biblioteca Nacional e seis para coleccionadores/assinantes.
O preço destes exemplares parcialmente coloridos, por serem fruto de uma tiragem escassa, é bastante elevado, rondando entre 30 e 40€. A preto e branco são feitos 28 exemplares, sendo o preço 5€.
--------------------------------------------------------

Boletim do Clube Português de Banda Desenhada

Nº 115 - Junho de 2006

Coordenação de: Paulo Duarte e Fernando Cardoso

Editor: Clube Português de Banda Desenhada - CPBD

Av. Duque de Ávila, 26-2º

1000-141 Lisboa
-----------------------------------------------------
Compare-se a prancha (publicada em Portugal, na revista O Mosquito) reproduzida neste "post", com a original, reproduzida no blogue Divulgando Banda Desenhada. Quem acertar na diferença (não tem a ver com as cores, nem com disposição das vinhetas na página) , o bloguista compromete-se a pagar-lhe um copo no bar Estádio.
http://divulgandobd.blogspot.com

6 Comentários:

Às 3:58 da tarde , Anonymous Alberto_Soares disse...

Diferenças? Não consigo ver bem devido ao tamanho do scan, mas arrisco que se deve ao lay-out diferente ( 4 tiras, se se contar com a supressão do cabeçalho da versão inglesa ) e suprssão de uma vinheta tb, na versão portuguesa. Além de que o palavreado parece bem menor na "nossa" versão .

Já agora, visitem o meu blog

 
Às 2:46 da tarde , Anonymous Alberto_Soares disse...

Bolas, que sou burro. È a supressão dos balões, claro, na versão portuguesa.

http://minhacoleccao.blogspot.com

 
Às 6:51 da tarde , Blogger Geraldes Lino disse...

Não, Alberto Soares, você não é nada burro, acertou em tudo, porque de facto:
1) Em "O Mosquito" falta a primeira vinheta que existia na edição inglesa;
2) Também é verdade que o editor português, Raul Correia embirrava com os balões (eu entrevistei-o há muitos anos, e foi ele que o disse) e cortou-os, apesar de serem poucos e pequenos;
3) A planificação (lay-out) da página ganha evidente diferença da revista inglesa para a portuguesa; enquanto que na primeira a página contém 3 tiras de 3 vinhetas cada, em "O Mosquito" aparecem 4 tiras de 2 vinhetas cada.
Portanto, repito: acertou em cheio. Dia 5 de Julho, primeira 4ª feira do mês, data em que fundarei (sem pompa nem circunstância), a Tertúlia Bloguística Portuguesa, das 22h às 24h, espero que apareça por lá para lhe pagar a cervejola que prometi a quem respondesse bem a este meu primeiro teste de poder de observação.

 
Às 5:33 da tarde , Blogger Geraldes Lino disse...

Caro Alberto Soares: peço-lhe desculpa, mas afinal o dia em que lanço a primeira pedra para uma tertúlia de bloguistas, a Tertúlia Bloguística de Lisboa, será no dia 6 de Julho, 5ª feira, como informo no texto (alterado) sobre o assunto que afixei no meu outro blogue, o http://divulgandobd.blogspot.com

 
Às 11:13 da tarde , Anonymous Alberto_ Soares disse...

Caro Geraldes Lino, apesar de ser dos Açores, estarei aí em Lisboa a passeio nessa altura. Mas, com dois bebés pequenos, será um pouco difícil ir ao bar a essa hora. Se assim for, ficará para outra vez, espero. Força com a divulgação e os blogs. A propósito, já nos encontramos antes, no CPBD em 1991, onde ( nem de propósito se fala aqui da revista )assisti a uma discussão sobre se o Mosquito era a melhor revista portuguesa de sempre. Acho que até ouvi que alguém tinha dado mil contos por uma colecção completa da revista ( o que para a época era realmente muito). Abraço.
Alberto Soares

 
Às 7:51 da tarde , Blogger Geraldes Lino disse...

Olá Alberto Soares. Afinal já nos encontrámos há muitos anos, não fazia a mínima ideia que você já tinha estado no CPBD e me tinha lá conhecido.
Mesmo com duas crianças, espero que haja ocasião para nos econtrarmos. Se vem a Lisboa, diga-me onde vai ficar alojado com a família. Pode ser que consigamos ter um tempinho para tomarmos um café, ou uuma cervejola (qq das coisas sou eu que pago) e conversarmos um pouco.
Um abraço e saudações bedéfilas.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial