fanzines de banda desenhada

domingo, dezembro 02, 2007

"Workshop" de fanzines - Odemira - Evento "2ª BDTECA"

Capa do fanzine colectivo Já Está! executado no decorrer do "workshop" Faz Fanzines, em Odemira
Texto do projecto que apresentei para a realização de um "workshop" com a finalidade de ser editado um fanzine após um dia de formação com alunos entre os 16 e os 18 anos de uma escola profissional de Odemira, no âmbito do evento 2ª BEDETECA [Odemira 2007].
Local de trabalho: Biblioteca Municipal de Odemira (Biblioteca José Saramago)

"Workshop" "Faz Fanzines" em Odemira - Nov. 07
Objecto do "workshop": os fanzines
Finalidade: realizar um fanzine a preto e branco, com capa eventualmente a cores, em formato A4 (o mais vantajoso para a legibilidade das legendas das bandas desenhadas), cujo título será "Já Está".
Este fanzine terá uma tiragem de 100 exemplares, com a seguinte finalidade:
Um exemplar para o formador, dois para cada participante, três para a Biblioteca, os restantes para venda na feira de BD que eventualmente se realize ao longo do evento 2ª BDTECA - Odemira 2007 (não se chama assim, apenas tem o título de 2ª BDTECA, mas poderia chamar-se, a fim de melhor se poder identificar o local e a data da realização).

Responsável pelo "workshop": Geraldes Lino
Editor e coleccionador de fanzines, e estudioso do tema, premiado com o Troféu Imprensa do Festival de Banda Desenhada da Amadora, em 1999, com o artigo publicado na revista Selecções BD nº 5, Abril de 1999, intitulado "Fanzines e Fanálbuns - definições, polémicas e balanço de 1998".

29 Nov.07
Às 10h00
1º MÓDULO
Breves palavras introdutórias ao tema, a fim de que os participantes fiquem minimamente conhecedores da finalidade do "workshop".
1ª parte
1. Informação genérica sobre os fanzines
2. Origem e explicação do neologismo
2ª parte
1. Informação visual sobre os fanzines, com amostragem de vários exemplares
2. Chamada de atenção de diversas originalidades quanto à forma
3. Falar sobre a possível diversidade quanto ao conteúdo
4. Mostrar as possibilidades da sua concretização ao nível artesanal.
3ª parte
1. tentar que os (as) participantes esclareçam quais as áreas para as quais se sentem com mais capacidade: banda desenhada, ilustração, escrita de ficção.
Dentro destas áreas, será muito útil para o orientador do "workshop" que eles (elas) apresentem um pequeno portfólio com trabalhos seus anteriores.
2. Após esta primeira fase, aconselhar, ou não, a criação de equipas.
Às 10h30
2º MÓDULO
1. Falar sobre a linguagem da banda desenhada. Mostrar exemplos dos quatro géneros mais comuns:
a) BD apenas com falas das personagens inseridas em balões;
b) BD com balões e legendas;
c) BD sem balões, apenas com legendas sob as imagens;
d) BD muda, isto é, histórias compreensíveis somente através das imagens, sem balões nem legendas, uma forma de banda desenhada com maiores potencialidades de comunicabilidade universal.
Às 11h00
Intervalo
Às 11h15
1. Distribuição de material pelos participantes;
2. Início da actividade (realização de pequenas bandas desenhadas de duas pranchas, baseadas na capacidade detectável em eventuais trabalhos anteriores.
Às 13h00
Intervalo para almoço
Às 14h30
Recomeço da actividade
Às 17h00
Fotocopiar as bandas desenhadas e agrafar os exemplares.
Às 18h00
Finalização do "workshop"

Material necessário
Como depende do número de participantes, as quantidades são indicadas pelo mínimo)
1 fotocopiadora, com capacidade também para papel formato DIN A3 , para fotocópias a preto e branco (e, se possível, também a cores);
1 computador
2 resmas de papel branco formato DIN A3
2 resmas de papel branco formato DIN A4
(etc)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial